19 de outubro de 2014


Como congelar legumes

Foto: Como congelar legumes

Ter os legumes no freezer é uma ótima opção para consumi-los o mais próximo possível do estado in natura, além de facilitar o trabalho na cozinha.
Mas são raros os vegetais que podem ser congelados crus, pois eles se mantêm melhor depois de serem “branqueados”, ou seja, cozidos rapidamente em água fervente, escorridos, mergulhados em água gelada para brecar totalmente o processo de cozimento, para só depois serem embalados e congelados.
A dúvida recorrente é: legumes escaldados e congelados perdem nutrientes? Perdem; alguns mais, outros menos, mas quem consegue pensar em tudo e o tempo todo?
Uma dica, então: alterne o consumo entre alimentos in natura e congelados, uma boa maneira de conciliar saúde e cotidiano.
Agora, mãos a obra!
Em primeiro lugar, escolha legumes em bom estado, despreze as partes estragadas e lave-os bem em água corrente.
Para branquear, ponha mais ou menos 300 g de vegetais em um cesto de arame e mergulhe numa panela com água fervendo.
Se você não tiver o cesto, ponha o legume direto na água e escorra-o com uma escumadeira grande. Quando a água começar a ferver de novo, conte o tempo conforme a indicação abaixo:
1 minuto
Abobrinha cortada em pedaços
2 minutos
Ervilha fresca em grão e ervilha torta
3 minutos
Abóbora cortada em pedaços, brócolis e couve-flor (somente os buquês), cenoura em rodelas, milho em grãos e quiabo (só inteiro)
5 minutos
Cenoura inteira e mandioquinha
8 minutos
Beterraba inteira de tamanho médio, mandioca, limpa e em pedaços e milho em espiga limpa
Após retirar da água fervente, mergulhe imediatamente em água gelada. Escorra, espalhe em uma assadeira e deixe esfriar completamente. Transfira para a embalagem escolhida, retire o ar e feche a embalagem. Ponha uma etiqueta com o nome do alimento e data e guarde no freezer.
Sugiro consumir em 3 meses… Gostou? Já é uma ajuda e tanto, não?

                                                                    Fonte: womenshealth.




Ter os legumes no freezer é uma ótima opção para consumi-los o mais próximo possível do estado in natura, além de facilitar o trabalho na cozinha.
Mas são raros os vegetais que podem ser congelados crus, pois eles semantêm melhor depois de serem “branqueados”, ou seja, cozidos rapidamente em água fervente, escorridos, mergulhados em água gelada para brecar totalmente o processo de cozimento, para só depois serem embalados e congelados.
A dúvida recorrente é: legumes escaldados e congelados perdem nutrientes? Perdem; alguns mais, outros menos, mas quem consegue pensar em tudo e o tempo todo?
Uma dica, então: alterne o consumo entre alimentos in natura e congelados, uma boa maneira de conciliar saúde e cotidiano.
Agora, mãos a obra!
Em primeiro lugar, escolha legumes em bom estado, despreze as partes estragadas e lave-os bem em água corrente.
Para branquear, ponha mais ou menos 300 g de vegetais em um cesto de arame e mergulhe numa panela com água fervendo.
Se você não tiver o cesto, ponha o legume direto na água e escorra-o com uma escumadeira grande. Quando a água começar a ferver de novo, conte o tempo conforme a indicação abaixo:


1 minuto
Abobrinha cortada em pedaços


2 minutos
Ervilha fresca em grão e ervilha torta


3 minutos
Abóbora cortada em pedaços, brócolis e couve-flor (somente os buquês), cenoura em rodelas, milho em grãos e quiabo (só inteiro)


5 minutos
Cenoura inteira e mandioquinha


8 minutos
Beterraba inteira de tamanho médio, mandioca, limpa e em pedaços e milho em espiga limpa
Após retirar da água fervente, mergulhe imediatamente em água gelada. Escorra, espalhe em uma assadeira e deixe esfriar completamente. Transfira para a embalagem escolhida, retire o ar e feche a embalagem. Ponha uma etiqueta com o nome do alimento e data e guarde no freezer.
Sugiro consumir em 3 meses… Gostou? Já é uma ajuda e tanto, não?

                                                        Fonte: womenshealth.








18 de outubro de 2014

Armazenar água Potavel



Falando sobre água...
As duas maneiras mais fáceis de armazenar água são:
1- Comprar água e fazer um rodízio de acordo com a validade impressa no rótulo das garrafas e galões;
2- Armazenar da torneira de casa. Se você confia na qualidade da água não precisa ferver, caso contrário, faça a fervura. Fiz um PAP pra auxiliar no armazenamento.
 (10 fotos)






























                                           Fonte -  Armazenamento Familiar e Doméstico - Viver Previdente

Curso ensina a transformar alimentos em conserva




Matéria realizada pela TV Diario fala sobre curso de processamento de olerícolas, organizado pelo Sindicato Rural de Mogi das Cruzes em parceria com o SENAR SP

 Devemos lembrar sempre,  que a higiene é primordial
 Para um bom resultado!!!!


4 de outubro de 2014

Idéias para Armazenamento Doméstico



Não tem onde guardar, olha essa idéia, as pessoas sentão no meu sofá e nem imagina que há em baixo dele! kkkkkkkk




Falto espaço na parte de baixo, então fiz prateleiras bem no alto da cozinha, o bom é que não atrapalha em nada! Faço sempre que poço o  rodizio dos alimentos uso esses e o que comprei  faço o armazenamento, pois assim não perde nada! Mas se não quiser fazer o rodizio sempre dura bastante anos. Ontem eu abri uma garrafa de arroz e me emocionei pois a data era de 2008 minha filha estava com 10 anos e hj esta com 16 :)


Esses eu guardo no armário para deixar no escurinho, faço na panela de 20 litros a 15 libras
Frango em pedaços, já faço essa técnica a mais de 7 anos é maravilhosa, mas tem todo um procedimento certinho para não dar problemas com contaminação!







Esse é molho de tomate com carne moida, é bem pratico para usar de domingo depois das reuniões ,ou com visitinhas de surpresa!






                      Amo esses potes para armazenar Açúcar Cristal



Irmãs o meu propósito não é me exibir com o que faço, mas sim é de ajudá-las a fazer também o armazenamento com técnicas seguras e práticas, amo ensinar e esse é o objetivo. Compartilhar com vcs isso, pois do que adiantaria eu ter esse conhecimento e enterrar comigo!!!!Vamos ser obedientes aos nossos lideres que estão nos orientando em fazer armazenamento! Estou aqui para ajuda-las
Mesmo trabalhando, sempre reservo um tempinho para fazer isso! E digo pra vcs que dá tempo mesmo com filhos obrigações do lar , trabalho , igreja etc...
Sei que o Pai Celestial nos abençoa quando buscamos ser obedientes, sei disso pois já fui muito abençoada com isso, quando fiquei com as finanças apertadas e em recuperação de uma cirurgia.
Vamos fazer que vale muita apena!!! abraços é att!!!!





21 de setembro de 2014

Cubos de gelo com frutasCubos de gelo com frutas



Você já pensou em colocar frutas nos cubos de gelo?

É uma maneira refrescante de aproveitar o poder da fruta, além de servir como decoração em jarras e copos. 

O gelo não vai alterar o sabor do suco, mas dá um colorido especial. 

Pode também dividir a fôrma e fazer dois tipos de gelo.

Acerola, uva, jabuticaba, limão. Frutas da estação ou frutas fora de época. Pode tudo!

Basta pegar a fruta, colocar na fôrma de gelo e jogar água por cima, de preferência mineral. A fôrma vai para o freezer e depois que congelar, é só desenformar e jogar na jarra ou copo com água ou suco de sua preferência. 

Outra dica é cortar um limão em rodelas finas e depois partir cada uma ao meio. Coloque na fôrma para gelar e ele sai com uma aparência de frescor.

Pequenos detalhes fazem toda a diferença. Aproveite!!

18 de setembro de 2014


Rabo de dinossauro em tecido para as crianças! - passo a passo


Este é um brinquedo simples e divertido para as crianças. A cauda é presa na cintura por duas tiras de velcro.


FONTES:
Tecido para a parte principal ,tecido para as tiras da cintura e para os detalhes.
velcro
Enchimento (Plumante)

** As medidas estão convertidas (aproximadamente) abaixo.

tecido principal: 
cauda: (cortar 2 x ): 56 cm x 28 cm
tiras para cintura: (cortar 4 x): 30,5 cm x 8 cm
círculo: 18 cm de diâmetro
 tecido contrastante: para os detalhes da cauda ou spikes (corte 2 x):56 cm x 9 cmINSTRUÇÕES: 1. Corte a cauda , duas tiras de 56 cm x 28 cm, coloque-os virados para baixo. De um lado você vai medir 11.5 cm de cada lado. Os dois centímetros à esquerda no meio será a ponta da cauda. Na outra ponta, você vai medir 10,5 cm ao longo dos lados como um marcador. Ligue estas duas marcações para criar uma diagonal para a forma de cone da cauda. Corte as laterais triangulares separe.









2. Faça Spike (detalhes)
NOTA: Para fazer mais facilmente esses detalhes, você poderia cortar uma tira de feltro e apenas cortar uma tira de spikes , ao invés de costurar  2 tiras de tecido.
Tire suas duas tiras que você separou para os detalhes da cauda e coloque-as lados direito juntos. Desenhar uma linha de triângulos ao longo da faixa para os picos de cauda.Comece em uma extremidade até a outra, fazendo  picos mais alto e mais baixo. Deixe cerca de 1,5 cmentre cada ponto.
Costure ao longo de sua linha de pico. 

Uma vez costurado, corte ao longo de sua linha deixando uns 60 cm longe costura ao longo de toda a faixa.

Em seguida, você precisa  fazer cortes na faixa para ficar mais fácil de virar para o lado direito.
No topo dos picos, você vai cortar fora as pontas (como mostra a imagem abaixo), tomando cuidado para não a costura.
Entre cada pico, você vai cortar na diagonal, em cada "esquina," mais uma vez não cortar a costura. 

Em seguida, você pode virar toda a faixa para o lado direito, usando uma tampa de caneta, agulhas de tricô, etc, para empurrar as pontas para fora. Passe à ferro sua faixa para que fique plana.

3. Costure corpo :Cauda
Primeiro vamos alinhavar as pontas de um pedaço da cauda. Alfinete o tira de picos(como na imagem abaixo).
Alinhave a tira de pico para o pedaço da cauda, ​​

Em seguida, coloque o seu segundo pedaço da cauda direito com direito, com a faixa de pico no meio do "sanduíche".A faixa vai ficar para dentro.
Você vai costurar primeiro a parte onde você alinhavou a faixa de picos.
Além disso, costurar uma ligeira curva ao redor da ponta da cauda.
Quando você costurar em volta do outro lado, você vai precisar deixar um espaço sem costura para desvirar a cauda para o lado direito depois. 

4. Costure as faixas da cintura.
Tire suas 4 tiras para as alças da cintura e coloque os dois lados direito juntos. Isto lhe dará duas tiras.
Você vai costurar ao longo da faixa, até o outro lado.
Você precisa cortar os cantos, tomando cuidado para não cortar a sua costura.

Em seguida, você vai desvirar as alças para o lado direito, empurrando para fora os cantos com uma tampa de caneta ou agulha de tricô.
Faça uma costura com ponto zigue-zag ou ponto reto em toda a volta da tira no lado direito.

O último passo é costurar o velcro em cada extremidade. Centralize o velcro em uma das extremidades de cada tira.


5. Terminando a Cauda.
Para fechar , primeiro marcar onde ficarão as tiras, alinhando a costura superior (pico) com a costura de fundo e prendendo as tiras nas laterais.

Em seguida, você vai fixar suas tiras da cintura dentro da cauda. Alfinete as tiras.
É importante  lembrar que o velcro deve ser fixado de modo oposto as alças para prender ao redor da cintura. Então coloque uma tira da cintura com velcro para baixo no lado direito da cauda, ​​em seguida, fixar a outra tira da cintura com a veclro voltado para cima na cavidade da cauda.

costurar as tiras.

Para acabar  a cauda,alfinete o círculo (com o lado direito virado para a cauda) em torno da abertura grande .Em seguida, alinhe com as tiras de cintura nas laterais.
Costure em torno do seu círculo.

6. Material e Acabamento
Agora o rabo de dinossauro já está costurado e você pode desvirá-lo para o lado direito através dda abertura que você deixou na costura inferior. .
Em seguida, você vai encher o rabo com enchimento. A densidade de seu enchimento vai determinar como a cauda ficar. Se puser muito enchimento talvez fique muito levantada na hora em que a criança colocar,por isso vá testando para ver como fica melhor.

Uma vez cheia,alfinete a abertura e costure à mão.

Está pronto!

-
                                                        Créditos